Deutsch als Sprache wählen  Selecionar idioma portugues  Select english language

Um resumo da história do Familientag

por Helmut Wlokka

Iniciador e promotor do renascimento do Kröhnescher Familientag no século 21

As origens da Família Kröhne (Kroehne) encontram-se numa região geográfica equivalente ao atual estado federal alemão da Turíngia (Thüringen) e regiões adjacentes. A presença da família ali - mais precisamente em Blankenhain bei Weimar - é documentada a partir do fim do século XVII com o Ratskämmerer (membro da câmara do Conselho) Johann Georg Kröhne. Christian August Kröhne - neto de Johann Georg - e sua esposa Johanna Friedericka Richter são os pais da hoje tão ramificada família Kröhne.

 

Um documento escrito em 1918 sobre a historia do "Kröhnescher Familientag" descreve como se desenvolveu um espirito fraternal (entre as varias ramificações da família - domiciliados principalmente na Saxônia e regiões adjuntas) expressado através de repetidos encontros familiares. O amadurecimento dessa fraternidade deu origem à iniciativa de formar uma associação familiar (Familientag) e esta teve sua primeira reunião em 1868 em Altenburg (Saxônia).

Em 1902 uma constituição para o Familientag foi escrita. Aqui a diferenciação é feita entre membros da família e membros do Familientag (como associação registrada). Além disso, três fundações financeiras garantiam a ocorrência dos encontros do Familientag, realizavam um apoio financeiro para possibilitar a viagem de membros desamparados da família ao Familientag e possibilitavam apoios de parecida natureza. Além disso, por serem também descendentes de Johanna Friedericka Richter todos sócios do Familientag tem o direito a canditatar-se para uma bolsa de estudos da fundação "Küchmeister und Lietzo´sche Familienstipendium".

 

A tradição do Familientag foi mantida anualmente, em diferentes localidades dentro da região da Saxônia e Turíngia, até o ano 1938. Era o desejo de todos poder em 1943 celebrar o 75o jubileu da fundação do Familientag em grande estilo. O começo da 2a guerra mundial impediu que isso acontecesse. As consequências de natureza política do pós-guerra levaram de facto à dissolução do Familientag. Um esforço para manter vivo o espirito do Familientag mesmo durante a era da Alemanha dividida foi a publicação conjunta em 1965 de um registro contento os endereços de todos os membros da família averiguados até aquela data.

 

Somente após a queda do muro de Berlin e do colapso do sistema comunista em 1989 manifestou-se o desejo do renascimento da tradição do Familientag realizado. Através da iniciativa de Helmut e Matthias Wlokka ocorreu realizou-se em 2004 o primeiro Familientag deste novo século. E desde 2006 membros do Familientag encontram-se anualmente no espirito do parágrafo 2 da constituição de 29 de Junho de 1902: "...Manter viva a memória do patriarca Christian August Kröhne, promover o conhecimento e o entrosamento entre seus descendentes...", (§2 da constituição de 29 de Junho de 1902).

 

Soweit nicht anders erwähnt, Textübersetzung: W. Brand Penner von Kader